arco
 
   
2008/09
Departamento de
Escultura

Responsável de Departamento: Rui Chafes.
Professores: Rui Chafes, Gustavo Sumpta, João Maria Gusmão e Pedro Paiva, José António Leitão, Teresa Ramos, Maria Mire, Marcelo Costa.

Curso regular de 3 anos com opção de desenvolvimento posterior com candidatura a Projecto Individual, Curso Avançado de Artes Plásticas ou outra.
Projectos sucessivos e de diferentes naturezas encadeiam-se ao longo do ano lectivo. A partir de situações técnico/temáticas, o trabalho personalizado é encorajado por etapas, na sequência dos workshops e exercícios apresentados. A resposta dos participantes é acompanhada e comentada em tutorias informais e em sessões de avaliação.
* Alguns dos workshops (ver em baixo) admitem candidatos exteriores para frequência autónoma e pontual.


Data 6 Out 2008 a 24 Jun 2009
Duração Anual - 224 horas
Local: Rua de Santiago, 13 e 18, Lisboa
Horário: Pós Laboral
Programa:


Oficina de Escultura

A Oficina de Escultura é o espaço por excelência do desenvolvimento personalizado do trabalho prático. Ênfase na construção, no contacto continuado e íntimo com os materiais e nas respostas personalizadas aos exercícios sucessivamente propostos.
Professores: Rui Chafes, Gustavo Sumpta, Professores Convidados

data: 90h anuais; 4ª feiras das 18h00 às 21h00 (datas a definir)


Workshop “Modelação – Um ciclo do barro”

A partir de um exercício que passa da observação ao desenho e do desenho à modelação, os participantes percorrem o ciclo do barro da terra crua ao objecto cerâmico, experimentando em cada fase as possibilidades plásticas do material.
Professor: Teresa Ramos

data: 7 Out a 16 Dez 2008; 3ª feira das 18h00 às 21h00
local: Rua de Santiago, 13, Lisboa

* Aulas integradas no Workshop com o mesmo título do Departamento de Escultura.


Introdução à História da Arte: Arte Moderna I

O que são a "Modernidade", o "Modernismo", o "Pós-Modernismo"? Uma introdução à História da Arte organizada por temas; centrada no conceito de "Arte Moderna", no seu antes e depois; estruturada num semestre lectivo. A arte do "Renascimento" conduzir-nos-á a dois passados e a dois futuros: um passado, próximo, com que se rompe (o "medieval") e um passado remoto que legitima as mudanças (a "Antiguidade"). Um futuro que constrói uma cultura "clássica", em prolongamento das (e)utopias renascentistas, e um futuro que as inflecte, que as transforma, até à destruição da cultura "clássica". O caminho traçado não é cronologicamente linear, partindo de questões da cultura contemporânea para interrogar o passado.

O conjunto de obras discutidas limita-se, exclusivamente, à pintura, escultura e arquitectura e a uma tradição cultural "europeia" (ou "ocidental", para mais obviamente incluir os prolongamentos "coloniais" e "globalizadores").
Professor: José António Leitão

data: 6 Out 2008 a 11 Fev 2009; 2ª e 4ª feira das 21h00 às 23h00

* Aulas integradas no Curso Teórico com o mesmo título do Departamento de História/Teoria da Arte.


Aulas Práticas "Repete, repete, repete"

Executar uma acção - a prática da prática.
O fazer é antes de mais da ordem da prática - no mesmo sentido, também a repetição o é. O workshop toma como sua base de partida a ideia de que o sentido (auto)gerado em pequenas acções não pode ser separado do rigor da sua execução, da repetição que constitui o seu treino e da progressiva simplificação e depuração, assim obtida, dos conteúdos intrínsecos dessa mesma acção.
Máximo esforço mínimo efeito…
Professor: Gustavo Sumpta

data: 6 Jan a 10 Fev 2009; 3ª feira das 18h00 às 21h00

* Aulas integradas no Workshop com o mesmo título do Departamento de Cinema/Imagem em Movimento.


Aulas Práticas “A Metafísica Recreativa”

[Fernando Pessoa nas palavras de Álvaro de Campos] : “Cada um de nós deve ter uma metafísica própria, pois cada um de nós é cada um de nós”. Ricardo Reis chama a essa mentalidade de “metafísica recreativa” (...).
“a pedra e a ideia de pedra, a pedra transcendental, a super pedra, a pedra mais, a pedra cozinhada, a pedra misturada, o bolo de pedra, a pedra total, a migalha de pedra, a pedra transparente, a pedra mole, líquida, a pedra-movimento, a pedra-repouso, a pedra sem forma, a pedra informe, a pedra sem peso, a levitação da pedra, a pedra sem qualidades, pedra sem pedreidade, a pedra fantasma, a alma da pedra, a pedra penada, a pedra escondida na sombra, a sombra de uma pedra, a montanha de pedras, a pedra oca, a pedra arremesso, a pedra a cair, a pedra instrumento, a pedra só escondida, a pedra no sapato, o meteorito e finalmente, a pedra de Caeiro, a pedra sem metafísica, a pedra que só é pedra e que existe simplesmente.”
Professores: Pedro Paiva e João Maria Gusmão

data: 3 Mar a 28 Abr 2009; 3ª feira das 18h00 às 21h00

* Aulas integradas no Workshop com o mesmo título do Departamento de Cinema/Imagem em Movimento.


Curso Teórico: “Visões”

Ao longo da História o olhar viu e produziu imagens do mundo.
Estas visões/organizações, particularmente exuberantes na modernidade, servirão de base à introdução de uma reflexão crítica sobre o estatuto, origem e significado da imagem fixa ou em movimento. O que é uma imagem no presente?
Professor: Marcelo Costa

data: 11 Mai a 22 Jun 2009; 2ª feira das 18h30 às 20h30

*Aulas integradas no Curso Teórico com o mesmo título do Departamento de Cinema/Imagem em Movimento.

Embora o Ar.Co faça todos os esforços para evitar alterações, reserva-se o direito de cancelar cursos ou alterar programas e horários e professores.

   
  Ar.Co  
 

Antigo Mercado de Xabregas
Rua Gualdim Pais
1900-255 Lisboa

T 218 801 010
F 218 870 261

secretaria@arco.pt
www.arco.pt

 
 
 
 

O AR.CO é apoiado por:

Ministério da Educação
Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Ministério da Cultura
Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social /Instituto do Emprego e Formação Profissional
Câmara Municipal de Almada
Fundação Calouste Gulbenkian
Fundação Millennium bcp
REN - Redes Energéticas Nacionais
BES - Banco Espírito Santo
Câmara Municipal de Lisboa
Fundação Luso-Americana
BPI - Banco Português de Investimento
Espírito Santo Investment
Companhia de Seguros Tranquilidade
Fundação EDP
Instituto Camões
EPSON Portugal S.A.
Caixa Geral de Depósitos
MC Arquitectos
Fundação Carmona e Costa
Hovione
José de Guimarães
Madalena Lobo Antunes
Vitória Reis
Livros Cotovia
Assírio & Alvim
Relógio d'Água Editores
AMGF – Sociedade de Administração de Bens Lda
Leonor e António Parreira
João Esteves de Oliveira
Mary Salgado